Meninos rimam

Dirigido por

Lucas Nunes

Gênero

Ficção

Ano

2020

Estreia

06 de novembro (sábado) às 19h

Disponível até 08 de novembro às 14h  

Duração

20'

País

Brasil

Compartilhe

Enquanto um aprende a filmar, o outro sonha com seu primeiro videoclipe. Entre os dois, a amizade e o aflorar do desejo. Ritmado pelos beats e improvisos do rap, este filme acompanha descobertas e reúne diferentes regimes de imagem, numa montagem igualmente impregnada de desejo. Do skate à câmera emprestada, tudo converge para o encontro entre os dois... Um beijo seria capaz de separá-los? Este curta brinca com o verbo rimar e amplifica ritmicamente as descobertas em curso. (Fabio Rodrigues, para o FestCurtasBH)

Direção, roteiro: Lucas Nunes
Produção/ Produção de Set: Priscila Porto, Mayane Nascimento
Edição: Ane Caroline de Oliveira, Murilo Morais
Direção de Fotografia: Ana Caroline de Oliveira, Malu Tinôco
Direção de Arte/Desenho de Produção/Figurino: Felipe Kuniyoshi e Rafael Bürger
Som: Priscila Porto, Rafaela Bustamante
Trilha Sonora Original: Victor Loturco, Stevan
Elenco: Marcos Vinicius Maciel, Gabriel Almeida

 

Filmes relacionados

  • Libório (Liborio)

    Começo do século 20. Libório é um camponês que desaparece num furacão e retorna como um profeta rodeado por um ar mítico. Ele é seguido por uma população fiel e seu povo se isola nas montanhas em busca da liberdade plena. Porém, a ameaça da marinha estadunidense no território da República Dominicana se aproxima.

  • O dia da posse

    Brendo quer ser presidente do Brasil. Enquanto esse dia não chega, o jovem baiano estuda direito, faz vídeos para as redes e sonha com novas conquistas em meio à pandemia. Entre os conflitos que vive com o diretor do filme, Allan Ribeiro, Brendo ainda tem tempo de observar as inúmeras janelas dos vizinhos. Quem são

  • Apátrida (Stateless)

    Em 1937, milhares de haitianos e dominicanos de ascendência haitiana foram exterminados pelo exército da República Dominicana motivados pelo racismo antinegro. Corta para 2013, quando o Supremo Tribunal Federal daquele país retirou a cidadania de qualquer pessoa com pais nascidos no Haiti. A medida foi retroativa, cobrindo até o ano de 1929, o que deixou

  • Novo Rio

    Nos anos 2000, Lorran Dias vive uma experiência inédita e inesperada: viaja de avião com seus pais para o município de Tamboril, no Ceará (onde sua mãe nasceu), saindo da Favela da Maré. Tania Dias registra em fotografias a única vez que retornou à sua terra de origem desde a década de 1980 e o