Five Tiger

Dirigido por

Nomawonga Khumalo

Gênero

Ficção

Ano

2021

Estreia

11 de novembro (quinta-feira) às 19h

Disponível até 13 de novembro às 14h 

Duração

11'

País

África do Sul

Compartilhe

Ambientado na África do Sul contemporânea, Five Tiger conta a história de Fiona, uma mulher devota e religiosa que tem de realizar uma transação com o líder de sua igreja para conseguir dar apoio ao marido enfermo e à filha.

Direção, roteiro: Nomawonga Khumalo
Produção: Paulo Areal, Brett Michael Innes, Schalk Willem Burger, Nomawonga Khumalo
Coprodução: Raymond van der Kaaij, Kirsi Saivosalmi
Produção executiva: Paulo Areal
Empresa produtora: TMPC, Nostalgia Productions, Revolver Amsterdam
Elenco: Ayanda Seoka, Fumani N Shilubana, Menzi Biyela, Khalalelo Makhanda
Fotografia: Rick Joaquim
Montagem: Brett Michael Innes
Desenho de som: Charlotte Buys
Colorista: David Rypstra
Trilha: Mark Kilian
Cabelo & maquiagem: Thandaza Zwane
Figurino: Tina Pontsho Moeketsi

Filmes relacionados

  • Noor & Layla

    Noor e Layla estão terminando o relacionamento. É o fim da linha para essas duas mulheres mulçumanas ou é o começo? Este é um filme sobre a reivindicação do ritual e do amor queer entre mulçumanas contado através de cinco momentos definidores no relacionamento de Noor e Layla marcados pelo azaan, a chamada mulçumana para

  • Lagarto (Lizard)

    Juwon, uma garota de oito anos com habilidades para farejar o perigo, é expulsa da aula de educação religiosa. Sua jornada pelos corredores de uma mega igreja em Lagos faz com que testemunhe, acidentalmente, os mistérios do espaço.

  • O dia da posse

    Brendo quer ser presidente do Brasil. Enquanto esse dia não chega, o jovem baiano estuda direito, faz vídeos para as redes e sonha com novas conquistas em meio à pandemia. Entre os conflitos que vive com o diretor do filme, Allan Ribeiro, Brendo ainda tem tempo de observar as inúmeras janelas dos vizinhos. Quem são

  • Apátrida (Stateless)

    Em 1937, milhares de haitianos e dominicanos de ascendência haitiana foram exterminados pelo exército da República Dominicana motivados pelo racismo antinegro. Corta para 2013, quando o Supremo Tribunal Federal daquele país retirou a cidadania de qualquer pessoa com pais nascidos no Haiti. A medida foi retroativa, cobrindo até o ano de 1929, o que deixou